Arab

O simpático Arab, bem localizado em frente à mais famosa praia carioca, já conquistou a sua legião de fãs pela cidade. Não tem quem não abra um sorriso ao relembrar preguiçosos almoços regados à comida árabe de qualidade.

Confesso que nunca nem provei o cardápio a la carte da casa, disponível para jantar: o local é um dos únicos que me conquistam com um bufê de almoço. Com uma vasta variedade de comidas árabes com perfume judaico, até hoje descubro quitutes diferentes toda vez que vou lá.

Para começar, invista no famoso pão árabe que sai quentinho do forno na hora que você pede. Cuidado! Ao abrir o pão o vapor quente do interior pode queimar, então vá com calma.

Ele acompanha muito bem um prato inicial de pastinhas que pode contar com os clássicos húmus (no alto à direita) e babaganoush (logo abaixo), como também uma versão de pimentão assado com trigo e nozes (canto inferior esquerdo), e o delicioso e fresco quibe cru (acima).

Repare que logo acima do balcão frio do bufê estão pratinhos com diferentes complementos para as suas pastinhas e saladas: zatar, gergelim, cebolas picadinhas, salsinha e outros para personalizar o seu prato.

Continue com as opções quentes para beliscar: a casa tem esfirras de ricota, carne e frango, em versões aberta e fechada, com massa fofa ou folhada, pequena ou grande. Escolha a que mais combina com você, mas não deixe de provar.

Complemente o prato com alguma versão de quibe (aqui ele é feito até com bacalhau!), e não deixe de experimentar coisinhas diferentes, como o pastel de forno de repolho com cogumelos, ou a minha descoberta no dia: cordeiro com damasco. Repare como o recheio é farto de cordeiro magro e desfiado.

Para finalizar, se não quiser investir em um belo prato de arroz com lentilha, charutinhos, kaftas e legumes recheados, parte para as carnes finalizadas na hora. Pouca gente sabe, mas o rapaz que te entrega o pão quentinho também faz competentes espetinhos (o de filé é uma delícia e super macio) ou esquenta deliciosos pedacinhos de schawarma, a clássica carne no espeto que normalmente recheia sanduíches por aí. Tudo com direito a um tempero árabe característico, como molhinho e verdinho para complementar.

O que acompanha? Se você conseguir parar de comer o pão, as saladinhas e legumes da casa fazem bonito. Eu não consigo sair de lá sem comer o palmito grelhado e a cenoura caramelada, que com o seu doce acompanha bem o forte tempero de carne.

E tem ainda as varenikes de batata, prato típico judaico que ainda pode ser complementado com a cebola frita, disponível no bufê para colocar em cima do que quiser.

Se ainda sobrar um espaço e quiser comer um doce bem doce, fique nos árabes. A casa oferece doces tradicionais e até portugueses, mas depois de uma refeição dessas só um docinho crocante com damasco, amêndoas ou nozes pode fechar com chave de ouro, né? Vem com calda de rosas quentinha para adoçar o quanto quiser.

Arab

Av Atlântica 1936 . Copacabana . 21 2235-6698 . Rio de Janeiro

http://www.restaurantearab.com.br/

Tags: , , ,

Contato

faledecomer@gmail.com

No comments yet.

Leave a Reply